Temas dos Ciclos Anteriores

Ciclo 2016

 

O engessamento das leis e a constante redução de verba são desafios já conhecidos do setor público mas será que são os únicos responsáveis pela falta de inovação nas atividades do governo? Acreditamos que o principal entrave para que novas ideias e projetos surjam está na falta de uma cultura que valorize o “pensar fora da caixa” e que os servidores tenham iniciativa.

No Ciclo 2016 do Prêmio Inoves, a campanha “Valorizando projetos que iluminam novos caminhos” destacou a importância da inovação para a superação de desafios, a busca de novas alternativas e a modernização da gestão pública. A campanha transmitiu como mensagem norteadora que adversidades devem ser encaradas como desafios, os quais podem ser superados com criatividade e o trabalho de cada servidor.  


Ciclo 2015


A preocupação com a sustentabilidade tem ganhado força nos últimos anos devido, principalmente, à escassez de alguns recursos naturais essenciais à nossa sobrevivência.

O conceito de sustentabilidade está pautado em ações e atividades humanas que visam a suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer a necessidade das gerações futuras. A sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Além da emergência da questão hídrica, que envolve a dimensão ambiental, a sustentabilidade também considera as vertentes econômica e social.

Num contexto de grandes limitações, o Ciclo 2015 aproveita a importância desse debate e convoca os profissionais do serviço público a desenvolverem projetos inovadores que demonstrem preocupação com a sustentabilidade e com a utilização responsável dos recursos naturais, em especial, a água. A questão da sustentabilidade é tratada, na edição, com grande ênfase, como um eixo transversal a todas as categorias. Com uma campanha leve, mas muito marcante, o tema “A fonte da inovação transforma tudo” evoca a capacidade de mudança e relembra que a origem da inovação está nas pessoas, com sua inesgotável capacidade de transformação.


Ciclo 2014

Na edição em que o Inoves comemora 10 anos, a inovação entra em cartaz. Em sua primeira cerimônia de premiação, no ano de 2005, o Prêmio Inoves ganhou o apelido carinhoso de “Oscar do Serviço Público”, pelo cuidado técnico com o qual já era tratado e, especialmente, pela nobreza do seu objetivo. Já era um prenúncio da importância que o programa ganharia nos anos seguintes com a identificação dos servidores e o reconhecimento da imprensa, do meio acadêmico, das organizações e da sociedade.

A referência de um grande prêmio como o Oscar, com o tempo fez com que o Inoves se traduzisse em objeto de desejo para as equipes de trabalho; em glamour, pelo destaque que passou a conceder a quem faz a diferença; e em meta para quem produz inovação para transformar a realidade. Com o tema “Seja um Astro da Inovação”, a campanha da edição comemorativa do décimo ciclo do Inoves resgata toda essa representação num contexto de cinema, onde o servidor tem o papel principal. Além de destacar o protagonismo dos servidores públicos no processo de inovação na gestão, o Ciclo 2014 enuncia a importância da valorização desses profissionais, chamando a atenção para questões como diversidade, competência, desempenho, reconhecimento e espírito de equipe. Uma campanha rica em elementos visuais cinematográficos e espetaculares, imbricados num tema fértil e emblemático que concede um sentido especial à edição que comemora um grande sucesso de público e crítica.



Ciclo 2013


A frase “navegar é preciso, viver não é preciso”, imortalizada pelo escritor português, Fernando Pessoa, em 1914, ganhou muitas interpretações em sua poesia, uma vez que era mestre em articular palavras e simbolismos. O poeta ao mesmo tempo em que lançava uma sentença sobre a condição do homem, dialogava ricamente com a tradição histórica dos portugueses na exploração dos mares. Se navegar é uma viagem exata, viver é uma viagem feita de opções, medos, forças, inseguranças, persistências, inconstâncias, transições. Navegar é explorar o mundo, enfrentar os desafios do mar com ousadia e disciplina.  É a reação a uma vida rotineira, acomodada, monótona, passiva. E viver? Não é preciso? Viver é deliciosa ou terrivelmente impreciso, dependendo dos olhos de quem vê. Quando navegar é sonhar, ousar, planejar, arriscar, empreender, realizar, navegar é viver! Viver e navegar são, ainda, igualmente necessários e, somados, constituem o sentido do empreender, do inovar na contemporaneidade. Destacando a importância da inovação como a principal alternativa para lidar com os desafios da gestão na atualidade, a campanha do Ciclo 2013 do Inoves reinventa a antiga frase e sugere constância à ação: “Inovar é Preciso. Sempre”. Por meio de elementos náuticos e referências marítimas repletas de sutileza, a mensagem é bem compreendida e os projetos se apresentam mais estruturados, na perspectiva de uma gestão pública integrada e cada vez mais empreendedora.



Ciclo 2012

“Seja um Super-Herói da Inovação”. Este é o chamado do Inoves para o Ciclo 2012, convocando todos os inovadores da gestão pública a formarem suas ligas e a revelarem seus superpoderes. A liga simboliza a força do trabalho em equipe, do compartilhamento de informações, da união de diferentes competências. Os superpoderes representam os conhecimentos, as habilidades e as atitudes individuais que os agentes da inovação precisam desenvolver para tratar os dilemas da gestão pública, superar desafios e encontrar soluções efetivas, capazes de melhorar a vida dos cidadãos. A metáfora do super-herói evoca a memória afetiva dos personagens infantis que lidam com adversidades constantes e são pró-ativos na busca de novas alternativas para vencer as dificuldades, visando ao bem comum. Uma campanha multicolorida, repleta de elementos gráficos que remetem ao visual das histórias em quadrinhos e ao universo lúdico dos heróis modernos. A “Liga da Inovação” é composta por um quarteto de super-heróis criados especialmente para o Inoves: o Hiper-Criativo, a Super-Dinâmica, o Mega-Inventor e a Mulher-Atitude. Eles são diversos, poderosos e possíveis. Por isso, geram identificação, estimulam a valorização da autoimagem e do espírito de equipe.


Ciclo 2011

A edição 2011 abre uma nova fase do Inoves, num novo governo, com novas perspectivas de gestão. O ciclo traz muitas novidades e possibilidades mais ampliadas de participação. O Prêmio está consolidado, criou valor público, conquistou significado na vida dos servidores e importância para a sociedade. Com todo esse crédito, o programa se fortalece ainda mais com o apoio do atual governo. O Prêmio Inoves se firma como um processo de reconhecimento de resultados decorrentes de práticas inovadoras de gestão que já é referência nacional. O Inoves não só premia, mas também estimula, orienta, reconhece, destaca e dissemina a inovação na gestão. E a boa gestão é fundamental em todos os contextos, é a base para a modernização de todas as áreas do serviço público. A campanha do Ciclo 2011 chama a atenção para o desenvolvimento da gestão em todos os ambientes temáticos do setor público, por meio da inovação e do empreendedorismo. Escrever “Inoves” com ícones que simbolizam a diversidade (de áreas do serviço público e de muitas outras diversidades) representa, ao mesmo tempo, a força institucional, a disseminação das ações do programa e a representação de que o Inoves é um incentivo que desencadeia iniciativas em todos os contextos, estimulando a produção de serviços cada vez melhores para o cidadão.

   

 


Ciclo 2010

A necessidade de tornar os relatórios de gestão dos projetos concorrentes mais “científicos” dá o tom do Ciclo 2010. Despertar para a elaboração de relatos mais consistentes, com práticas bem descritas e resultados adequadamente demonstrados por meio de indicadores, já era uma necessidade identificada em edições passadas. A ideia de criar uma campanha que trabalhasse com elementos relacionados a uma temática científica permite uma chamada bem direcionada a esse objetivo. Tubos de ensaio e outras vidrarias de laboratório, mistura de substâncias coloridas, cálculos, fórmulas e anotações ilustram a campanha que desafia o público-alvo com o slogan “Mostre que você conhece a fórmula da inovação”. Elementos que relacionam criatividade com atitude provocavam reflexões sobre o conceito de inovação. Um cientista meio atrapalhado, mas, muito simpático é o protagonista da campanha. Chama tanto a atenção do público que acaba saindo dos desenhos e ganhando vida para interagir com as pessoas em ações promocionais do Inoves.

        


Ciclo 2009

A cada ciclo, tudo recomeça. Como acontece em um jogo, em cada partida. E, todo jogo exige concentração, criatividade, união, estratégia. Além disso, as características de um grande empreendedor, muitas vezes, se assemelham às características de um bom jogador. Aí está o mote da campanha do Ciclo 2009. Esse conjunto de analogias também poderia ajudar a suprir outra lacuna observada em edições anteriores: projetos excelentes podem ter sua avaliação prejudicada em função de equívocos no processo de enquadramento na categoria. Acertar mais no processo de candidatura também é uma questão de estratégia. Com o tema “Faça parte do time dos vencedores” o Ciclo 2009 desafia os servidores a empreender, brinca com a capacidade de ousar e estimula a competição saudável em busca da inovação. Uma campanha que possibilita nova abordagem do tema e permite a inserção de instrumentos diferentes de ação promocional, como a criação do jogo “Inoves &m Ação” e do “Quiz Inoves”.


Ciclo 2008

O apelo principal da edição 2008 se baseia na possibilidade de mudar realidades a partir da inovação e do comprometimento dos profissionais que servem ao público. As iniciativas empreendedoras precisam ter, para além da técnica, “alma”, “coração”, traduzidos em uma espécie de dedicação especial para que alcancem resultados realmente significativos e transformadores. A campanha se vale de imagens lúdicas, cheias de doçura e de uma simplicidade expressa em desenhos quase infantis. Figuras humanas reunidas em cenários diversos compõem, com certo lirismo, situações que transmitem a força do trabalho coletivo e evocam a emoção. O slogan “Liderar mudanças, recriar o mundo, transformar vidas” marca uma campanha fortíssima, extremamente tocante. Contribui para que as inscrições se elevem em mais de cinqüenta por cento em relação ao ciclo anterior.


A Segunda Logomarca

Em meados do Ciclo 2007, surge a necessidade de rever a logomarca. O objetivo não é mudar o elemento gráfico, uma vez que a marca já está fixada. A perspectiva é de criar maiores possibilidades de aplicação tornando-a menos verticalizada, mais coesa, mais “limpa”. A mensagem subliminar já está internalizada e o conjunto visual está marcado no imaginário dos servidores, de modo que aquele “i”, mesmo isolado, já remete ao Inoves. A logo, então, ganha aspecto mais compacto com o achatamento da caixa azul. O retângulo de fundo permanece com suas características geométricas, mas passa a ter arestas arredondadas. A metáfora do humano, simbolizada pela letra “i”, também amplia suas representações com seus novos signos visuais: agora não só o olhar do indivíduo, mas também a sua cabeça está para além dos limites retilíneos e limitadores do contexto. Em outras palavras, ele enxerga outros arredores porque pensa “fora do quadrado”. Na cartela de cores, o violeta passa a substituir o rosa. A presença dessa nova cor, associada às outras, continua permitindo conexão com a imagem da bandeira do Estado, além de evocar significados relacionados à inspiração e à busca de novos caminhos.

        


Ciclo 2007

A edição 2007 chama atenção para valores relacionados ao desenvolvimento do senso de equipe e da conjugação de esforços para a busca de novas soluções. Questões como diversidade, multidisciplinaridade, intersetorialidade e inclusão constituem uma mensagem envolvente que faz com que o número de inscrições se eleve em, praticamente, cem por cento. Uma campanha tão forte que o tema “a inovação transformando a realidade” acaba se transformando no slogan oficial do Inoves. A cor violeta traz uma energia especial, um impacto extremamente positivo que acaba por inseri-la no processo de revisão da logomarca.


Ciclo 2006

A proposta gráfica do Ciclo 2006 é deliberadamente institucional. Firma-se no azul, como uma cor quase única em toda a campanha. Relembra o slogan de 2005, que reforça outro apelo: despertar para a participação e estimular o espírito de equipe. No meio da edição, vem à tona um novo slogan. Mas, a frase “práticas inovadoras transformando a gestão pública”, apesar de significativa, era longa demais. O conjunto das peças apresenta um visual marcante, emblemático, e atende a um trabalho importante de fixação de marca.


Ciclo 2005

A campanha do primeiro ciclo se destaca pela simplicidade, mas já traz uma mensagem alavancadora. Enfatiza a importância da participação e do trabalho coletivo dos servidores como agentes de mudanças. Essa ideia está claramente presente no slogan (“inovar é participar”) e na repetição da forma da letra “i”. O conjunto, marcado por repetições seqüenciais da mesma imagem, em duas nuances do mesmo tom de azul, também lembra um papel de presente, trazendo ares promissores e de boas surpresas.


A Primeira Logomarca

Criada em 2005, a primeira logomarca do Inoves, traduz a proposta inicial do projeto que se focava no prêmio, na ideia de reconhecimento. O elemento visual apresenta uma estrutura retangular, bastante verticalizada, que exibe, em seu interior, a letra “i” (de “inovação”) em formas sinuosas, quase orgânicas. A fusão dessas figuras evidencia um contraste proposital, baseado na dualidade entre figura e fundo, na busca de representação do humano (diverso, criativo, empreendedor) e do contexto (limitado, restritivo, desafiante). A forma do “i”, além de ter a dupla função de simbolizar o indivíduo e a inovação, é, também, instigante por suas diversas facetas simbólicas. A letra está aplicada em duplicidade: o indivíduo não está só, ele é múltiplo, atua em equipe. Nota-se, ainda, que, embora esteja inserido no contexto, imerso num ambiente cheio de entraves, o indivíduo mantém o olhar para fora do “quadrado”, enxerga além dos limites que lhe são impostos. O nome do prêmio também se apresenta por extenso na logomarca. As cores (azul, branco e rosa) fazem alusão direta às cores da bandeira do Espírito Santo.